Com frequência acordo a ouvir as notícias do mundo, do país e da nossa terra, quase sempre na rádio dos contribuintes.

É mais um vicio do que outra coisa. A experiência diz que podemos estar inúmeros dias, semanas sem saber o que se passa para concluirmos que, afinal, não se passa nada.

Por outro lado, há muito que estamos anestesiados com o que acontece. Ninguém acorda mal disposto por ter ouvido dizer que morreram 200 pessoas num sismo na Babilónia ou que um ataque das forças rebeldes da Tchwmenésia matou 143 pessoas e feriu 500 ou que o Partido Dito Socialista atacou o Partido Dito Social-Democrata porque tinham combinado usar cuecas azuis e alguns dirigentes resolveram usar cuecas amarelas (quem não cuida da sua roupa arrisca-se a passar por estas vergonhas). A distância, a repetição e a impotência anestesiam.

Mas hoje houve uma noticia que me deixou particularmente mal disposto e com vontade de partir os óculos ou a prótese dentária aos fdp envolvidos.

Razão da revolta: Aumento dos combustíveis

Eh pá!!!!!!!! Como é que é possível que a Galp tenha resolvido aumentar os preços dos combustíveis quando o que todos estávamos à espera é que os preços voltassem a cair tal é o preço do petróleo? As desculpas apresentadas pelos fdp são várias, mas não me lixem com um F grande. Já chega!!!! Não somos assim tão parvos!!!! Fosga-se!!!

A revolta ainda é maior quando se sabe que é praticamente impossível contrariar esta corja.

Eles fazem o que querem e lhes apetece. Não dão a cara, compram o silêncio da comunicação com publicidade na mesma, fazem este aumento no dia em que o CR7 ganha o maior dos prémios, e não se ouve uma palavra do governo porque quanto maior o preço maior a quantidade de impostos que se arrecada e nunca se sabe quando é que um dos governantes não vai precisar de um tacho numa destas empresas (Fernando Gomes este teu camarada está solidário contigo. Eles foram maus para ti).

Os lixados com F grande são sempre os mesmos e os sem-vergonha-na-cara nunca são verdadeiramente incomodados. Dizem que é a lei do mercado, mas só se for do mercado do ouro negro.

Soluções para o problema não tenho porque não passo de mais um peão do tabuleiro (ai se eu mandasse!!!), mas gostaria de os ver a serem permanentemente incomodados pela mesma comunicação social que perde dias de emissão com a “Esmeralda”, que perde tanto tempo com os sindicados dos professores e as suas lutas estéreis, com o líder da CGTP, com as birras do Nuno Gomes e do seu depenado Benfica, e que perde tanto tempo com urbanices gays, com tiques pseudo-ambientais, com comida molecular e com o merd-set e com muitos políticos que não passam artistas de circo e telenovela (juro que não quero insultar ninguém do circo nem os actores e actoras das novelas). Bem sei que todos os meses cai-lhes na conta de um dos bancos (on-shore ou off-shore) um chorudo ordenado e que é que isso que lhes interessa, mas quem é que gosta de ser mordido por um mosquito?

Amanhã lá terei de dar de mamar ao Intermarché (que é muito mais barato que a Galp, Galp onde só volto a abastecer no dia em que voltarem a baixar os preços) e ao meu carro (que não tem culpa nenhuma disto), mas prometo chamar todos os nomes feios que me lembrar aos fdp que nos lixam com f grande e que eles nunca apareçam à minha frente porque sou capaz de lhes dizer umas coisas que nem muitos árbitros algumas vezes ouviram.

PS : este bocado de texto é para os motores de pesquisa apanharem mais facilmente este texto e mais gente apanhar esta cólica: Galp combustíveis ladroes psp gnr policia judiciaria bandidos gatunos aldrabões corrupcao trafico de influencia