Eu prometo a Deus nosso senhor, a todos os santos e anjos, a todos os bispos de habitam de Roma a Alguidares de Baixo, ao Presidente da República, ao Primeiro dos Ministros, ao Governador do Banco de Portugal, ao ex-Presidente do BPN, ao seleccionador nacional de futebol e ao Gilberto Madail, prometo que no dia em que os meus colegas não disseram mal do nosso pseudo-chefe eu vou a pé até onde os mensageiros d’Ele me disserem para ir, seja Fátima, Lourdes, Vaticano ou qualquer outro paraíso fiscal.

Fosga-se!