“O cheiro corporal dos homens é decisivo para seduzir uma mulher, que através do olfacto consegue identificar aqueles que são biologicamente compatíveis, revelou hoje uma investigadora norte-americana.”

Este noticia que saiu hoje vem, no fundo, dar uma explicação científica do porquê de tantos divórcios nos tempos modernos (para outros este post terá um cheiro estranho, uma vez que faço dois posts seguidos sobre cheiros. Mas acreditem que não cheira a esturro. É mesmo coincidência).

O facto de os homens de hoje usarem perfumes baralha por completo o sistema olfactivo das mulheres, levando-as as escolher homens com cheiros que não são os deles. Quando as namoradas, noivas ou esposas descobrem ficam naturalmente chocadas, baralhadas, irritadas e instala-se a conflitualidade no casal. As mulheres sentem-se traídas e os homens são forçados a abandonar o lar e sempre sujeitos a serem vexados públicamente.

Normalmente até ao casamento é muito difícil descobrir a artinhama masculina, uma vez que os contactos do casal limitam-se aos contactos aceitáveis pela sociedade, em público e junto com a família. Só em casos de denúncia é que é possível detectar o esquema.

Tudo é descoberto pouco depois do início do casamento. Após meia-dúzia de banhos (sim, porque antes do casamento não é cometido o pecado) a esposa descobre que afinal o cheiro do marido é outro.

A partir desse exacto momento instala-se uma incompatibilidade biológica, que nenhum psicólogo consegue obviar.

No meio disto tudo, e porque tou em pulgas para contar a minha ideia, vejo nisto tudo uma oportunidade de negócio, que eu não quero para mim porque não tenho tempo, mas que alguém no desemprego ou com falta de ideias pode agarrar com força. Que tal serem criadas Lojas que emitam Certificados Olfactivos, que qualquer homem poderá entregar à sua pretendente e que num curto espaço de tempo todas as mulheres passariam a exigir? É que ninguém gosta de ser enganado ou traído. Isso é que custa muito.