Caros leitores permitam-me que vos grite pelo menos uma vez: DESENGANEM-SE SE É DE AMOR QUE FALAM!!! Nesse capítulo é algo que não existe.

 

O que existe são confluências mais ou menos duradouras de interesses que fazem com que as pessoas gostem umas das outras. No limite existem hormonas que nos fazem sentir em simultâneo afinidades a que chamamos amor! No amor não há almas gémeas… nem seria natural que existissem! O que não quer dizer que não as procuremos… é o nosso Santo Graal!

 

Em qualquer caso contarei de seguida a história de alguém que encontrou uma alma gémea.

 

“Ele é um homem, lusitano, ainda jovem! Ela é uma mulher, castelhana e já na meia-idade.

 

Sabem ambos reconhecer o valor do outro e por vezes são os melhores amigos. Unem-se contra terceiros, cujo interesse lhes é antagónico, de forma implacável, não permitindo a estes veleidades de qualquer tipo.

Quando unidos a suportar a mesma causa são imbatíveis e foram curiosamente escolhidos por um terceiro para funções similares em momentos diferentes da vida e sem que se conhecessem.

Sofrem dos mesmos problemas pessoais, são assolados pelas mesmas dúvidas!

Para os mais esotéricos direi que nasceram praticamente no mesmo dia ainda que com anos de diferença, são do mesmo signo, têm os mesmos gostos e podem ser doces como o mais doce sonho e brutos como o pior dos pesadelos. Alguns gostam deles, enquanto outros não duvidam em classificá-los como “umas bestas”.

Só os separa a ambição que cada um deles tem em ser melhor que o outro. Conseguem irritar-se mutuamente, e conhecem-se perfeitamente, são espelhos que reflectem uma imagem quando colocados frente a frente. São almas gémeas! As almas gémeas não conseguem conviver salutarmente. Poderiam fazê-lo se não fossem humanas, isto é, se conseguissem viver satisfeitas com o que têm, melhor, se fossem capazes de agradecer o que já viveram e conquistaram. As almas gémeas não se complementam abatem-se, sendo por isso que não existem no amor. No amor não se abate, convive-se!”

 

Zombo daqueles que ainda hoje procuram almas gémeas. Eu nunca me dediquei a isso e nem o farei… Cruzo-me com elas sem que o queira! Batem-me à porta. Se por alma gémea entendemos alma similar então lá estaremos na mesma estante da livraria, da discoteca, no mesmo restaurante ou bar… a ver o mesmo filme a comer o mesmo prato! A respirar o mesmo ar e a viver a mesma vida! A comprar na mesma loja e a praticar o mesmo desporto… alguém quer conhecer outrem assim?

 

Agora se por alma gémea entendemos alguém tão diferente de nós que nos pode complementar ai sim! Arrisco a escrever que quando falamos de almas díspares entramos na dimensão do amor e da paixão

 

Corro o risco de que alguns de vós me considerem um psicólogo barato (a minha formação está tão longe da psicologia como o pólo norte do pólo sul!) mas por vezes gosto de dissertar sobre estes temas, afinal resultam de vivências.

 

Ora dito que as almas gémeas dificilmente convivem dissertemos então (num outro qualquer dia) sobre almas díspares! Sobre complementaridade de gostos! Sobre aquilo que efectivamente faz com que convivamos salutarmente com outros. Sobre peças diferentes do mesmo puzzle! Obviamente que alguns dirão… lá está o psicólogo barato… então os organizados não devem estar com os organizados?! Os loucos com os loucos?! Os que gostam de danças com os bailarinos… ahahah! Acham realmente que sim! No inicio talvez, até porque há sempre descoberta. E depois? Depois de estar tudo arrumado?! Depois de se ter dançado a última valsa?! Repetem tudo outra vez! Pode ser que sim e pode ser que até nem se aborreçam e repitam, repitam, repitam…até que queiram dançar com outros!

 

Ora as diferenças, sempre que mediadas pela curiosidade são muito mais salutares e agregadoras no que às vivências diz respeito. E podem os meus amigos dizer: Este afinal não é psicólogo barato (já o disse algumas linhas acima, leiam com atenção por favor), é um ressentido da vida! Eu diria antes, sou um eterno enamorado de pessoas, alguém que vive salutarmente apaixonado por almas que não são gémeas!!!