Ver uma cena onde os actores acordam e deliciam-se em sugosos beijos, como se a higiene bocal tivesse sido feita ao longo da noite, levando a acreditar-nos que é possível acordar com um matinal hálito eucalíptico pronto e pontual para o romance;

Pensar que se viver até aos 70 já vivi 50% da minha vida, e por tal envelhecer a escrever com data marcada num blog, mas sempre sob a mote de nunca cumprir horários para não atrapalhar a minha criatividade;

Ser bombardeado com afirmações femininas sobre o meu estado civil, e pelo facto de não ter contribuído com novos seres para serem explorados pelas forças feudais do mundo moderno;

Chegar a casa e verificar que fui ao supermercado onde comprei tudo, menos o que realmente precisava;

Ir de urgência à casa de banho de um estabelecimento comercial, traçar variáveis geométricas para evitar o contágio de uma possível dermatose de longo prazo, e no fim do alívio dedicar-me ao Origami com a única folha de papel higiénico, dando graças por não ter sido diarreia.