Ele: Queres participar num blog, que é meu e de mais três amigos?

Eu: hmmm…não sei não. Quem são os amigos?

Ele: Isso não é importante. Queres ou não? Achamos que o blog precisa de um toque feminino.

Eu: Então e achas que eu dou um toque feminino ao blog? Achas que vou para lá falar de crochet, da vida dos “famosos” e das telenovelas?

Ele: Não. Podes falar de tudo o que quiseres.

Ora, dão-me a possibilidade de falar de tudo o que eu quiser e o que me acontece? Ando aqui há dias sem saber do que hei-de escrever. E, por isso, resolvo falar de nada. Só para contrariar.

Nada

do Lat. nata de nulla res nata

s. m.,

a não existência;

ausência de quantidade;

coisa nenhuma;

inanidade;

ninharia, bagatela, inutilidade;

pron. indef.,

nenhuma coisa: Nada foi feito para salvar as espécies em extinção.;

adv.,

não, de modo nenhum.

Espero que o meu toque feminino tenha sido útil. Bom fim de semana